Não perca nenhuma das nossas notícias e dicas. Assine a nossa newsletter!
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Posso diluir Toxina Botulínica com Lidocaína?

Descubra se é possível diluir Toxina Botulínica com Lidocaína aqui no Blog Diogo Melo e saiba mais sobre o universo da Harmonização Facial.

Posso diluir Toxina Botulínica com Lidocaína?

Descubra se é possível diluir Toxina Botulínica com Lidocaína aqui no Blog Diogo Melo e saiba mais sobre o universo da Harmonização Facial.

Esta é uma pergunta bastante comum entre os meus seguidores nas redes sociais e por isso resolvi transformá-la em conteúdo para o Blog.

Não somente um mas vários profissionais querem saber se podem diluir Toxina Botulínica com Lidocaína.

Então, vamos conversar um pouco a respeito disso e saber quais opções temos na hora de diluir este fármaco tão rico.

Trate bem a Toxina Botulínica

A TBA pode ser a sua melhor amiga e também um portal de entrada para o cobiçado universo da harmonização facial.

Os demais fármacos que me perdoem, mas ela é fundamental e uma poderosa aliada nos tratamentos de rejuvenescimento facial.

Além de todo o potencial terapêutico que oferece a várias esferas da saúde.

Tratá-la bem é fundamental, pois todo o cuidado é pouco na hora de preservar sua integridade e poder de ação.

Por isso aprender a manipular e diluir um frasco de toxina de forma correta, é fundamental.

Para aprender a tratar bem a sua toxina e também os pacientes que serão tratados com ela no seu consultório, recomendo que você conheça o Curso Online de Toxina Botulínica do Portal Diogo Melo.

Técnicas de Diluição

A técnica de diluição padronizada e indicada em bula pelos fabricantes de Toxina Botulínica é uma só:

O uso de soro fisiológico estéril a 0,9% e de preferência refrigerado para evitar o aquecimento na manipulação.

Há quem me pergunte se é possível substituí-lo pelo soro para lentes de contato ou soro glicosado, por exemplo.

E a minha resposta imediata é não, jamais, em tempo algum, pois essas soluções contém conservantes que com certeza levarão à perda da toxina.

A toxina botulínica é valiosa demais (e cara!) para ser perdida ou desperdiçada, com o uso de métodos de manipulação, diluição e aplicação equivocados.

Por isso volto a reforçar, cuide bem dela e a terá sempre no seu máximo desempenho e benefício ao paciente.

Você deseja aprender a diluir toxina botulínica corretamente?

Então leia: "Saiba como diluir frasco de toxina botulínica".

E aproveite para navegar pela Sessão de Toxina Botulínica do Blog Diogo Melo.

Nela você vai encontrar várias publicações bacanas sobre o uso da toxina na harmonização facial.

Diluição de Toxina Botulínica com Lidocaína

Na literatura científica não há autores que indicam a lidocaína para diluição da toxina botulínica.

Porém, esta forma de diluição existe e conheço alguns profissionais que fazem uso dela.

Eu particularmente não faço e também não recomendo aos meus alunos, seja nos cursos online ou presenciais.

Mas por que você não faz e não recomenda aos alunos, Dr Diogo?

Primeiramente por entender que o uso da lidocaína pode levar à oxidação do fármaco, caso ela continue preparada no frasco e não seja utilizada logo.

E quando digo logo me refiro a algumas horas após a preparação da toxina.

Segundo, pelo efeito placebo que pode ser causado no paciente, que acha que está recebendo relaxamento muscular, mas depois que o efeito anestésico passa, reclama e diz que a motricidade voltou nas últimas 24 horas.

E terceiro, a perda da vida útil da toxina, a quebra da sua eficiência e poder de relaxamento muscular.

Efeito Anestésico

Normalmente a lidocaína é acrescentada na diluição da toxina também para promover o controle de PH.

Isso faz com que a dor da injeção diminua na hora da aplicação, segundo alguns estudos.

E há relatos também de que determinadas marcas de toxina são mais "doloridas" do que outras.

Ou seja, se o controle do PH não é feito com a ajuda da lidocaína a aplicação se torna mais dolorosa para o paciente.

Há quem use água destilada para este mesmo fim mas eu, particularmente, não adoto este método no meu dia a dia clínico.

Depois desse papo sobre toxina botulínica, lidocaína e diluição, eu espero que você tenha conseguido aproveitar este conteúdo.

Continue acompanhando o Blog Diogo Melo e até a próxima!

Um grande abraço,
Doutor Diogo Melo.

Comentários