Não perca nenhuma das nossas notícias e dicas. Assine a nossa newsletter!
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Gel Preenchedor Monofásico e Bifásico: Entenda a diferença

Você sabe a diferença entre Gel Preenchedor Monofásico e Bifásico? Este é um tema básico para os profissionais que desejam atuar com Harmonização Facial.

Gel Preenchedor Monofásico e Bifásico: Entenda a diferença

Você sabe a diferença entre Gel Preenchedor Monofásico e Bifásico? Este é um tema básico para os profissionais que desejam atuar com Harmonização Facial.

Você sabe a diferença entre o Gel Preenchedor Monofásico e o Bifásico?

Entender se um gel de ácido hialurônico é fluido ou não, se possui crosslink alto ou baixo, se tem uma ou duas fases, em qual plano deve ser aplicado e a quantidade correta, é fundamental.

Conhecer as características físicas dos produtos utilizados em procedimentos de preenchimento é essencial para o sucesso dos tratamentos.

E além disso, ajuda a evitar intercorrências que podem nos tirar o sono e trazer insegurança.

A maioria dos equívocos técnicos costuma acontecer, principalmente, por falta de informação ou domínio de princípios básicos sobre produtos.

Por isso, leia esta publicação com muita atenção e conheça as diferenças entre o gel preenchedor monofásico e o bifásico para não errar.

Gel Preenchedor Monofásico

É o tipo de gel que possui somente uma fase de ácido hialurônico em sua composição. Em geral são uniformes, homogêneos e mais fluidos, de fácil aplicação e manipulação.

As agulhas 27G e 30G são as mais indicadas para este produto que pede calibres menores e finos.

A fluidez dos géis monofásicos permite ao profissional uma modelagem mais fácil da superfície tratada.

Em tese, ele é mais fácil de trabalhar e exige menos da habilidade manual.

A aplicação do gel preenchedor monofásico gera menos edema, por conta da sua menor capacidade de expansão.

E em caso de sobrecorreção, a própria pele é capaz de comprimi-lo e promover a planificação da região aplicada.

Mas se mesmo assim ainda acontecer algum tipo de complicação, a reversão é mais fácil se comparada ao erro técnico com o gel bifásico.

Entre os meus géis monofásicos preferidos, estão o Rennova Lift® e o Rennova Deep®, ambos da Innovapharma.

Gel Preenchedor Bifásico

É o produto que possui a fase de matriz do gel de ácido hialurônico e a fase de partículas reticuladas correspondente a carga.

Mas o que é essa carga, Dr Diogo?

A carga pode ser de alta ou de baixa quantidade e isso vai variar de acordo com o gel.

O gel preenchedor com carga menor, tem esferas menores, enquanto o gel com alta quantidade de carga, tem esferas maiores.

Para ficar ainda mais fácil de entender, o gel bifásico já possui ácido hialurônico reticulado em sua composição. É por isso que falamos de quantidade de carga e tamanho de esferas, pois nos referimos a reticulação.

Para saber mais sobre reticulação, leia a respeito das características físicas do gel de ácido hialurônico.

Quanto a densidade, o gel bifásico é bem mais espesso, possui alta resistência a compressões e é mais difícil de manipular.

O que significa que a modelagem das regiões tratadas com ele exigirá mais da habilidade manual do profissional.

Se a modelagem da superfície não for bem feita pode gerar nódulos transitórios ou tardios. Por isso é preciso trabalhar bem a compressão local após a aplicação.

Géis bifásicos tem alta capacidade de expansão e por isso geram maior edema, porém tem maior vida útil nos tratamentos.

Casos de complicação relacionados a este tipo de produto, são um pouco mais difíceis de reverter, exigem maior cuidado e tempo de tratamento.

As agulhas mais adequadas e que irão fluir melhor este tipo de gel, são as de calibre 26G e 27G.

Entre os géis preenchedores bifásicos que mais uso, estão o Perfectha Derm® e o Perfectha Subskin® da Sinclair Pharma.

E por hoje é só, caro colega! Sim, este conteúdo parece simples e rápido de assimilar, mas a verdade é que a diferença entre gel monofásico e bifásico, ainda deixa muita gente confusa.

Então, leia e releia o texto quantas vezes forem necessárias, mas não deixe de gravar cada detalhe sobre os tipos de géis preenchedores.

E para completar esta publicação, assista ao vídeo que me inspirou a criá-la aqui para o Blog.

Um grande abraço,
Doutor Diogo Melo
.

Comentários
Diogo melo

Olá, em que podemos te ajudar?
Nós chame se precisar de algo!

Converse conosco