Não perca nenhuma das nossas notícias e dicas. Assine a nossa newsletter!
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Como vai o seu conhecimento sobre Peeling Químico?

Vários Dentistas ainda não conhecem os propósitos do Peeling Químico. E muito menos que podem trabalhar com ele na Harmonização Facial.

Como vai o seu conhecimento sobre Peeling Químico?

Vários Dentistas ainda não conhecem os propósitos do Peeling Químico. E muito menos que podem trabalhar com ele na Harmonização Facial.

Vários Dentistas ainda não conhecem os propósitos do Peeling Químico.
E muito menos que podem trabalhar com ele na Harmonização Facial.

Infelizmente, a ideia de que "Dentista cuida só de dente" ainda existe.

Consequentemente, a forma limitante de pensar, desencoraja aqueles que desejam um novo momento na carreira e desistem de buscá-lo por medo de críticas, julgamentos e rótulos impostos no mercado da saúde.

Então te dou um conselho: Deixe de enxergar só aquilo que os outros querem que você acredite.

Limitar-se é dar poder a quem não torce por você.

O Propósito do Peeling Químico

O Peeling Químico é um procedimento estético que pode ser aplicado no rosto ou no corpo, mas hoje vamos falar sobre o seu uso face.

O Peeling promove a estimulação dérmica profunda, ou seja, trabalha nas diversas camadas da pele, e de acordo com a intensidade da associação de agentes químicos utilizados. Além de remodelar o colágeno.

O seu foco não está somente no Rejuvenescimento Facial e Prevenção do Envelhecimento Precoce.

Veja alguns exemplos do que o Peeling pode tratar:

  • Rugas (finas, médias e profundas).
  • Acne Ativa (juvenil e adulto).
  • Sequelas de Acne (marcas).
  • Poros Dilatados.
  • Controle de Oleosidade.
  • Pele sem brilho e textura.
  • Fotoenvelhecimento (suave ou severo).
  • Manchas.
  • Flacidez.
  • Melasma.

Tipos de Peeling Químico

O Peeling Químico é classificado em três graus:

  • Superficial (remove a camada externa da pele).
  • Médio (remove a camada externa e média da pele).
  • Profundo (remove até o nível mais interno da pele).

Os graus sempre irão variar, seja para tratar lesões dérmicas brandas, médias ou severas.

O mais importante é a seleção adequada do protocolo de tratamento para o seu paciente, e do tipo e/ou combinação de agentes químicos. Afinal, as combinações devem ser perfeitas para evitar complicações.

Eu mesmo uso vários tipos de agentes químicos, sejam isolados ou combinados, com diferentes concentrações, e graus de PH.

Tudo vai depender exclusivamente do resultado da avaliação clínica, da pele e do caso específico de cada paciente.

Conforme dito antes, o Peeling Químico pode ser usado sozinho ou associado a outras prescrições na Harmonização Orofacial. Seja antes (para preparo) ou depois (para refinar resultados).

Peeling Industrializado x Peeling Exclusivo de Uso Clínico

Também chamado de Peeling Home Care (para cuidados em casa), o Peeling industrializado é sucesso entre as mulheres. Pois, é facilmente encontrado para compra em sites, revistas e lojas especializadas em cosméticos.

Porém, não deve ser confundido com o Peeling exclusivo de uso clínico.

Diogo, por que eu não devo confundir?

Porque são dois produtos totalmente diferentes.

O primeiro pode ser aplicado sem necessidade de ajuda e/ou indicação profissional. Mas o segundo, em hipótese alguma deve ser manipulado pelo consumidor comum, pois há risco de lesão e complicações sérias.

A popularização do Peeling Home Care não afeta em nada a vida daqueles que escolhem usá-lo. Aliás, pode até ser utilizado como auxiliar no pré-peeling profissional ou forma de controle dos tratamentos de Harmonização Orofacial em alguns casos.

Só vale esclarecer que, o procedimento feito por um profissional habilitado, com fórmulas combinadas de forma personalizada, garante melhores resultados e benefícios duradouros.

Então, não esqueça de orientar ao seu paciente que, o Peeling Químico de uso profissional necessita de prescrição específica e deve ser manipulado exclusivamente em ambiente clínico.

Benefícios e Contraindicações

O Peeling Químico tem uma série de benefícios associados ao seu uso.

  • A melhora da qualidade da pele, devido a descamação que remove camadas de células mortas, renovação dos tecidos e afinamento da sua textura.
  • A ajuda milagrosa em casos onde é possível amenizar cicatrizes de acidentes, acne entre outras.
  • Redução dos poros dilatados, que em grande maioria dos casos, são sequelas de acne e oleosidade excessivas. Além das manchas de sol, idade e as causadas pelo uso indevido de fármacos ou produtos tópicos.
  • Eliminação de rugas e linhas finas de expressão, principalmente quando associadas a outras técnicas de harmonização como o microagulhamento, por exemplo.

Casos em que o Peeling Químico é contraindicado:

  • Lesões faciais recentes ou ainda em fase de cicatrização.
  • Uso recente de Isotretinoína para eliminação da acne.
  • Doenças de pele como a Psoríase.
  • Infecções como a Herpes Bucal.
  • Tendência a quelóide ou má cicatrização.
  • Pele negra e oriental (maior tendência a hiper e hipopigmentação).
  • Imunodeficiência.
  • Tabagismo.
  • Gravidez.

Certamente eu poderia passar um tempão citando benefícios e contraindicações, afinal quando o assunto é Peeling Químico, temos um vasto universo a explorar.

Cuidados Pós Peeling

O Peeling Químico promove a descamação da pele, e o aumento da sensibilidade, então alguns cuidados são fundamentais durante o tratamento domiciliar.

Em primeiro lugar, é necessário evitar a exposição ao sol por pelo menos 72 duas horas após o procedimento. E não deixar de usar filtro solar de boa qualidade.

Para limpeza da pele, sabonete de PH adequado ao tipo de pele, e preferencialmente a base de géis e livres de óleo.

O uso de creme hidratante específico também deve ser feito. Uma boa dica é borrifar água termal na face, no decorrer do dia, para ajudar a amenizar ardência e vermelhidão.

Em outras palavras, estes cuidados ajudam na atuação dos agentes utilizados no Peeling, além de potencializar o tratamento clínico. A atenção deve ser redobrada em peles mais sensíveis.

Em caso de eritema, infecção por vírus ou bactérias (complicação rara mas que pode ocorrer em peelings mais profundos), o mais importante é prescrever o medicamento adequado à necessidade do paciente.

Portanto, a análise preliminar sobre a motivação do paciente, o preparo da pele, do ambiente, dos materiais e, um diálogo franco sobre tudo que envolve o tratamento com Peeling Químico, devem ser cumpridos a risca.

Então me diga, o que mais você gostaria de saber a respeito do tema?

Até a próxima,
Dr Diogo Melo.

https://www.youtube.com/watch?v=y3cbN1Xyj8o

Comentários